quinta-feira, 27 de setembro de 2012

Polícia Federal deflagra operação contra políticos e empresários em quatro Prefeituras do RJ

Flávio Azevedo

Foram cumpridos 34 mandados de busca e apreensão. A PF atuou com 120 agentes.
A Polícia Federal (PF) e o Ministério Público Estadual (MPE) deflagraram na manhã dessa quinta-feira (27/09) uma operação contra uma suposta quadrilha que seria formada por nove empresas que mantinham contratos com as Prefeituras de Campos, Casimiro de Abreu, Silva Jardim e Araruama. Segundo as investigações, a quadrilha fraudava licitações com o objetivo de financiar campanhas eleitorais.

A “Operação Arreica” apreendeu quase R$ 20 mil, computadores e documentos que podem ser usados pela Justiça como prova dos crimes e a formação de quadrilha. Foram cumpridos 34 mandados de busca e apreensão distribuídos pela circunscrição da Delegacia de Polícia Federal de Niterói. A PF atuou com 120 agentes federais e mais 30 do Grupo de Apoio aos Promotores (GAP). 

Cerca de 27 pessoas estão sendo investigadas, entre elas, prefeitos, empresários, vereadores e secretários de Silva Jardim, que segundo o promotor de justiça, Marcelo Arsênio, estariam envolvidos no esquema. Os servidores investigados já teriam sido afastados, já os vereadores não foram presos por conta do período eleitoral. Entretanto, diante da investigação ajuizada pelo Ministério Público Eleitoral (MPE) os parlamentares podem ter o registro ou diploma cassado posteriormente.

Pouco depois da operação, junto da esposa, o prefeito silvajardinense Marcello Zelão participou de uma festa no comitê eleitoral no Centro da cidade. “Estou indignado com tudo isso. Fui acordado pela Polícia Federal sem saber do que estou sendo acusado. É tudo perseguição política!”, lamentou Zelão.

Posição do Ministério Público

Segundo o delegado da Delegacia de PF de Macaé, Elias Escobar, a operação tem o objetivo de desarticular uma organização criminosa que vem dilapidando os cofres públicos. De acordo com o delegado, os mandados de busca e apreensão são de coletas de provas e todo o material apreendido será encaminhado para a Delegacia da PF, em Macaé. Ainda segundo ele, oito mandados foram expedidos: dois em Casimiro de Abreu, dois em Campos e quatro em Araruama. Os nomes dos envolvidos não foram divulgados. Em Campos, os dois mandados de busca e apreensão foram cumpridos no Distrito de Guarus pelo delegado da Polícia Federal, Paulo Cassiano. Os trabalhos foram feitos no início da manhã e já foram encerrados.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Postar um comentário