sábado, 20 de janeiro de 2018

Desmandos no Hospital Regional Darcy Vargas na pauta do “Conexão Flávio Azevedo”

Flávio Azevedo
O “Conexão Flávio Azevedo” desse sábado (20/01), pauta situações polêmicas e desmandos que estão acontecendo no Hospital Regional Darcy Vargas (HRDV). Recebemos um conjunto de denúncias de problemas que estão afetando, inclusive o atendimento à população. No olho do furacão, o presidente José de Aguiar Borges, o Kaki; que segue na gestão da casa apoiado por uma diretoria calada, um quadro de associados pouco participativo nas decisões tomadas e que só reclamam em “off”. A casa conta com um quadro de funcionários desequilibrado por conta do gerenciamento político, mas no conjunto todos são muito castigados pelo comandante da instituição. 

Funcionários do Hospital Darcy Vargas de Rio Bonito seguem aguardando o 13º Salário

Flávio Azevedo
O Hospital Regional Darcy Vargas de Rio Bonito
Recebo nesse sábado (20/01), a informação de que o presidente do Hospital Regional Darcy Vargas (HRDV), José de Aguiar Borges, o Kaki, segue aprontando. O 13º Salário de 2017 ainda não foi pago aos funcionários. Também me avisam que parte do 13º Salário de 2016 ainda não foi pago na sua totalidade a alguns funcionários.

Ao nosso amigo Kaki e aos Vigilantes das Mídias Sociais que trabalham para ele, aqueles que eu chamo de DOI-CODI, é bom destacar que também chega ao meu conhecimento que algumas pessoas, gente selecionada pela direção do HRDV, já teriam recebido o 13º salário de 2017. Ueh!

Uma dúvida que fica no ar é a seguinte: quem está orientando Kaki? O cara tem insistido em fazer bobagem! Aliás, olhando a história recente da política de Rio Bonito, sobretudo na área da Saúde, eu tenho um palpite de quem sejam esses maus conselheiros!

Espero que os associados do HRDV, que se reunirão em assembleia no mês de março para escolher nova diretoria, estejam atentos ao que vem acontecendo. E sem essa historinha de "deixa ele mesmo ficar lá", "eu não tenho tempo para isso"... Por que isso é conversa de quem não quer enfrentar os problemas e os tubarões que sugam os poucos recursos do hospital!

Tempo para parar na rua e contar história todo mundo tem. Agora, tempo para enfrentar os problemas, que por vezes envolve ser firme com um amigo picareta que está lesando a instituição, isso ninguém tem e ninguém quer!

sexta-feira, 19 de janeiro de 2018

Variados assuntos no Programa Flávio Azevedo

Flávio Azevedo
O Programa Flávio Azevedo dessa sexta-feira (19/01) já está no ar. Hoje, vamos falar sobre a liderança criminosa do governador Sérgio Cabral, transferido, ontem, para o Paraná, por determinação do juiz Sérgio Moro. A quinta-feira foi marcada por atropelamentos de pessoas causados por gente que tem problemas de Saúde e não deveria estar dirigindo. Também iremos comentar a mixaria que a Prefeitura de Rio Bonito mandou para o Iprevirb, que dará para saldar apenas o mês de dezembro 2017 dos aposentados e pensionistas. A polêmica envolvendo o campo da Prainha também está, hoje, em nossa pauta. 

“Prefeitura de Rio Bonito está asfixiando o Iprevirb”

Flávio Azevedo
De acordo com a Fanpage da Prefeitura Municipal de Rio Bonito (PMRB), nessa sexta-feira (19/01) o município repassou R$ 843.716,77 ao Instituto de Previdência dos Servidores Municipais de Rio Bonito (Iprevirb). O valor é referente ao 13º Salário de 2017. O anúncio da Prefeitura desmente o prefeito, José Luiz Antunes (PP); que na última sexta-feira (12/01), em seu discurso diante do Instituto, havia dito que não tinha dívidas com o Iprevirb.

Em sua Fanpage, a diretoria do Iprevirb confirma o repasse de R$ 843.716,77, mas destaca que a dívida da Prefeitura com Instituto é de R$ 2.110.743,66 (13º salário e dezembro/2017). O informe esclarece ainda, que “o valor repassado não cobre o 13º”, o que obrigará o Instituto lançar mão de economias para efetuar o pagamento de dezembro de 2017. Participando do Programa Flávio Azevedo, o presidente do Iprevirb, José Antônio Cardoso; disse haver por parte do prefeito, chamado de farsante e mentiroso, “uma tentativa flagrante de asfixiar financeiramente o Instituto”.  

Ainda segundo a nota, providências serão tomadas junto ao Poder Judiciário e ao Ministério Público, para que o restante da divida seja quitado. “Na próxima semana estaremos ingressando com os pedidos, no Poder Judiciário e posteriormente na Procuradoria Geral do Estado do Rio de Janeiro”, diz a nota, acrescentando que o pagamento de dezembro estará na conta dos inativos na próxima terça-feira (23/01).

No player abaixo, a fala do presidente do Instituto de Previdência dos Servidores Municipais de Rio Bonito, José Antônio Cardoso.

Repercussão
Nas mídias sociais, os internautas se dividem em críticas e elogios. “Parabéns meu prefeitão!” e “que vergonha prefeito!”, são alguns dos comentários. A internauta Helen Erica afirma que o pagamento do mês de outubro (parcelamento) “virou carnê Casa Bahia” e destaca que os recebimentos tinham que ser corrigidos. Já Luzia Amorim, sem saber que o recurso repassado não corresponde a metade da dívida, escreve que “já estava na hora de acertar o pagamento dos inativos”.

O internauta Herbert Grilo questiona as declarações do prefeito da última sexta-feira. “Mas na sexta passada ele não disse que já tinha repassado? Agora fiquei confuso!”. Também questiona a declaração do prefeito, a internauta Lidiane João Paulo. “Estranho né? Ainda teve puxa saco dele (do prefeito) falando que a prefeitura não devia nada ao Iprevirb”. O advogado Aécio Lopes frisa que “ficou muito claro para quem tinha alguma dúvida”.
 – Quem estava falando a verdade na fatídica sexta-feira (12/01)? Uma pena que esse valor está muito distante do valor real do débito referente ao dezembro e 13º, que gira em torno de 2.200.000,00. O desrespeito com inativo continua. Seguiremos na luta buscando o judiciário e todos os meios possíveis para que essa agressão ao aposentado acabe – finaliza.

A aposentada Marcia Regina também critica o desrespeito da PMRB e do chefe do Executivo com os inativos.
– Uma coisa é certa, a justiça de Deus, essa não falha! Um dia todos prestarão contas do que fizemos ou deixamos de fazer, principalmente, quando as nossas ações prejudicam pessoas para atingir interesses próprios. Está aí a postagem que estávamos aguardando do senhor prefeito, o repasse que até o momento se quer havia sido feito. Que vergonha Prefeito! – disparou.

Campo da Prainha será society para beneficiar localidade

Flávio Azevedo
Moradores fizeram campanha nas mídias sociais em prol do campo da Prainha.
Nas últimas semanas em Rio Bonito, as mudanças promovidas no tradicional campo da Prainha, no 2º Distrito do município esteve entre os principais assuntos veiculados nas redes sociais. A iniciativa do proprietário de cortar o gramado na sua metade foi criticada. No Facebook, moradores da Prainha e adjacências promoveram uma campanha. Fotos de pessoas da localidade segurando cartazes com frases e apelos foram postadas. Um vídeo com a imagem do trator arando o que foi o campo da Prainha também foi compartilhado. Depois que o serviço foi terminado, o clima era de consternação.

Para conhecer a razão da iniciativa, a nossa reportagem esteve com o empresário, Antônio Carlos Magalhães; um dos herdeiros das terras onde está o campo. Ele explicou que o espaço foi cedido a Igreja católica, frisou que a direção da igreja explicou não estar mais usando o campo e afirmou que a razão do empréstimo do local era beneficiar os moradores da Prainha, “mas isso não estava acontecendo”. 

De acordo com o empresário, que se colocou a disposição das autoridades estaduais e municipais para debater o assunto, um campo society atende a localidade em sua coletividade e será o espaço oferecido de agora em diante.

quinta-feira, 18 de janeiro de 2018

Conheça a Gram Medicina Laboratorial

Flávio Azevedo
O Gram Medicina Laboratorial se destaca pelo compromisso com seus pacientes. Para isso os investimentos em infraestrutura, treinamento, profissionais especializados e equipamentos de última geração são constantes. O Gram oferece conforto, segurança, credibilidade e confiabilidade em seus resultados. 

Priorizando sempre a qualidade dos serviços, o Gram Medicina Laboratorial se destaca nos programas de controle de qualidade, oferece infraestrutura moderna, setores individualizados, atendimento diferenciado e equipe treinada para oferecer o melhor aos pacientes conveniados e particulares.

No Gram Medicina Laboratorial, você faz os seus exames de análises clínicas, bacteriologia, análises toxicológicas, anatomia patológica, hematologia, urinálise, imunologia, bioquímica, ensaios hormonais e parasitologia. 
O Gram Medicina Laboratorial está presente, em cinco municípios da Região. Em Rio Bonito, em dois endereços: na Avenida Sete de Maio nº 50, Sala 302; e na Rua Vital Brasil, nº 109, ambos no Centro.
Em Niterói, em Icaraí, na Rua Presidente Backer, nº 128.
Em São Gonçalo em três endereços: Avenida Presidente Kennedy, nº 359, na Clínica Icaraí; na Rua Salvatori, nº 40, Sala 1108, na Conlab; e em Alcântara, na Rua João de Almeida, nº 109.
Em Itaboraí, você encontra o Gram na Rua Adelina Maria da Conceição, nº 21, no Centro; 
E em Tanguá, também no Centro, na Rua 19 de Novembro, nº 60, Sala 112.

Gram Medicina Laboratorial, sempre pensando em fazer o melhor para você!

Programa Flávio Azevedo recebe secretário de Fazenda Renato Poubel

Flávio Azevedo
O Programa Flávio Azevedo dessa quinta-feira (18/01) já está no ar, hoje, recebendo o secretário municipal de Fazenda, Renato Poubel. Na sequência o programa tratou de temas como Meio Ambiente, ordem pública, saneamento básico e outros temas.

População de Rio Bonito segue sofrendo com apagões

Flávio Azevedo
Moradora da Viçosa perdeu todos os seus picolés e sorvetes que ela comercializa.
“Bom dia! Eu sou moradora da viçosa. Devido a um problema na coluna, eu não trabalho. Para tirar um dinheiro, eu vendo picolés e sorvetes na minha casa. Nessa segunda-feira (15/01), eu fiquei sem energia por 20h e perdi todas as minhas mercadorias. A energia acabou na segunda-feira, às 18hs; e voltou na terça-feira, por volta das 14h30h”.

Esse testemunho eu recebo da minha amiga Simone, moradora da Viçosa. Há anos eu aponto para os prejuízos que os apagões dão ao orçamento de inúmeras famílias. Além dos vendedores de picolé e sorvete, ainda tem a galera que trabalha, em casa, com esquadria de alumínio, as pequenas serralherias e muito mais.

Insisto que esse assunto deveria ser pensado com seriedade por autoridades, sobretudo as estaduais e municipais. Mas aqui em Rio Bonito, a prioridade é destituir a diretoria do Instituto de Previdência dos Servidores Municipais de Rio Bonito (Iprevirb). Já no estado, a prioridade é soltar Jorge Picciani e Paulo Melo.

quarta-feira, 17 de janeiro de 2018

Falta de energia e questões da CNEC na pauta do Programa Flávio Azevedo

Flávio Azevedo
O Programa Flávio Azevedo dessa quarta-feira (17/01) já está no ar e hoje iremos pautar a falta de energia nas localidades interioranas de Rio Bonito como Tomascar, Mata, Rio Seco e também na Viçosa. Vamos abordar a luta de ex-funcionários da Companha Nacional das Escola das Comunidade (CNEC), que segundo o Sindicato dos Professores de Macaé e Região (Sinpro Macaé e Região), estão sofrendo sérios problemas para receber os diretos trabalhistas. Pneus abandonados e esgoto a céu aberto nas imediações do Hospital Regional Darcy Vargas (HRDV), no Centro de Rio Bonito, situação registrada pela nossa reportagem na tarde de ontem, também é assunto. 

Localidades do interior sofrem desde a última segunda com falta de energia

Flávio Azevedo
Desde ontem eu estou acompanhando o sufoco dos moradores do interior de Rio Bonito em relação a falta de energia. Segundo as minhas fontes, sobretudo nas localidades de Mata e Tomascar a coisa está feia. Estou recebendo relatos de mais de 24horas sem energia nesses lugares. A justificativa da empresa de eletrificação rural é que caiu um raio, na última segunda-feira (15/01), no tronco de distribuição de energia para esses lugares. Algumas pessoas estão me dizendo que por conta do longo período de desabastecimento, os alimentos já estão estragando na geladeira.

Penso que é mais do que urgente lançarmos mão da energia solar, sobretudo se você é morador do interior. Se a Enel já é uma negação, aqui no Centro da cidade, imagine uma empresa que compra serviços da Enel para oferecer a população! As pessoas do interior são mais humildes, não reúnem tanta informação e por essa razão acabam sendo ainda mais prejudicadas.

Em minha modesta opinião, a Prefeitura de Rio Bonito, através das Secretarias de Desenvolvimento Econômico, Fazenda e Agricultura; poderiam planejar algum projeto nessa direção. Empreendimentos erguidos pela Prefeitura, já deveriam contar com energia solar. Acrescento que alguns estados do país, por exemplo, o Piauí e o Tocantins, estão se destacando na produção de Energia Solar. Já no Rio de Janeiro, um território ensolarado o ano todo, esses pangarés que governam não planejam nada. Outro fato: 60% da cidade de Barcelona é tocada por energia solar.

Minha gente, nós precisamos tratar desse tema!