sábado, 22 de abril de 2017

Prefeitura de Rio Bonito promove novo processo seletivo para área da Saúde

Flávio Azevedo
O "Conexão Flávio Azevedo" desse sábado (22/04), aborda o novo processo seletivo simplificado que será promovido pela Prefeitura de Rio Bonito para o provimento de vagas na Secretaria Municipal de Saúde. A publicação do Edital está no jornal Gazeta Rio Bonito. As inscrições acontecem na próxima segunda-feira (24), entre 09h e 17h. Como aconteceu no último certame, as vagas são todas para Cadastro de Reserva.

Os cargos disponibilizados são os seguintes: Agente Comunitário de Saúde (para algumas localidades), Guarda de Endemias, Cuidador de Saúde II, Oficineiro, Auxiliar de Serviços Gerais (Farmácia Popular do Brasil), Condutor de Motolância - SAMU, Auxiliar de Saúde Bucal - ASB, Técnico de Enfermagem - ESF, Técnico de Enfermagem UPA/SAD, Assistente Social - UPA, Farmacêutico - UPA, Enfermeiro UPA/SAD/EMAD, Fonoaudiólogo UPA/SAD, Nutricionista UPA/SAD, Farmacêutico Co-Responsável (F.P.Brasil), Enfermeiro - ESF, Odontólogo - ESF.

sexta-feira, 21 de abril de 2017

Vereador de Rio Bonito diz que carro da Prefeitura é usado em atividade particular

Flávio Azevedo
O vereador Humberto Belgues durante explanação na Câmara Municipal
Usar veículo oficial para atividades particulares é um problema antigo do Brasil. Por aqui, 90% das pessoas que ocupam cargos públicos, em qualquer função ou posição hierárquica dos poderes, pensam que a coisa pública é uma extensão dos seus quintais.

Há cerca de dois meses, um dos filhos do prefeito de Rio Bonito denunciou o uso de um veículo oficial realizando atividades particulares. Nessa quinta-feira (20/04), o vereador Humberto Alexandre Belgues (PSL); também abordou o assunto. Segundo o parlamentar, mesmo após o desabafo do filho do prefeito, o Fiat Toro da Prefeitura segue sendo usado como carro particular.
A sessão completa e outras críticas que foram feitas ao poder Executivo estão disponíveis na minha Fanpage e no nosso canal no YouTube (https://youtu.be/EkXUYrKGMtQ).

Bandidos explodem Banco do Brasil de Tanguá

Flávio Azevedo
Para a vagabundagem não tem feriado. Na última semana, durante a Semana Santa, ladrões foram presos assaltando a Loja CEM, no Centro de Rio Bonito. Nessa madrugada (21/04), por volta das 3h30min, marginais explodiram o Banco do Brasil de Tanguá, na expectativa de roubar o conteúdo dos caixas eletrônicos. Todavia, a Polícia Militar da cidade estava a postos e impediu a ação. Segundo as nossas fontes rolou até troca de tiros entre os policiais e os bandidos, que fugiram. Essas é a terceira vez, somente esse ano, que o Banco do Brasil de Tanguá é vítima da ação de marginais.

Para não cair no esquecimento, eu gostaria de lembrar que há muitos anos eu falo sobre o crescimento da violência em nossa Região. Há muitos anos eu venho dizendo que a crescente violência não é problema de Polícia, porque não se faz Segurança apenas com policiamento. Há anos eu venho dizendo que a classe política precisa se mexer nessa direção.

Apesar disso, parte daqueles que integram a classe política prefere me chamar de “apocalíptico” e alguns caras de pau chegam dizer serem “mentirosas”, as minhas reportagens, onde eu noticio roubos e assaltos. Infelizmente, por questão de interesse, até alguns integrantes das forças policiais adotam essa postura, para agradar o vagabundo do político safado.

Ou as autoridades da nossa Região, e aqui eu falo diretamente dos prefeitos, tomam vergonha na cara, assumem o papel de liderança de suas cidades; e se consorciam para esse enfrentamento, ou será necessário o cidadão se armar para enfrentar a marginalidade. Alô Direitos Humanos, nós estamos precisando de ajuda! Vivemos dentro de nossas próprias casas apreensivos e com medo!

quinta-feira, 20 de abril de 2017

Game “Baleia Azul” preocupa famílias e autoridades

Flávio Azevedo
Uma das tarefas do game é desenhar uma baleia no corpo com gilete ou faca. Outra tarefa é andar na beira do terraço de um prédio com mais de 10 andares e filmar para comprovar!
Desde a primeira semana de abril, a Delegacia de Repressão aos Crimes de Informática (DRCI) do Rio está investigando a rede de cibercriminosos que convencem crianças e adolescentes a participar do jogo “Baleia Azul”. O participante do jogo precisa cumprir 50 etapas, que vão desde a “assistir filmes de terror” a “desenhar, com estilete, uma baleia no braço”. O suicídio seria a última etapa do game.

Mas por que um jovem teria o interesse ou a curiosidade de participar de jogo assim? “Baleia Azul” é na prática um pacto de suicídio, é como se alguém abraçasse o desafio para tomar coragem de chegar ao último ato, o definitivo. A psicóloga Tânia Guimarães, especialista em adolescentes acredita que o jogo é um gatilho para jovens que tem problemas emocionais ou distúrbios mentais.

A delegada Fernanda Fernandes acredita que um aplicativo é utilizado no repasse das mensagens e acrescenta que milhares de pessoas estão praticando o jogo no Brasil. O advogado e perito em Direito Digital, José Antônio Milagre; disse que caso alguém seja interpelado pelos cibercriminosos deve salvar as mensagens.
– É importante preservar chats para que possam servir de base para eventual medida para apurar autoria e responsabilizar os criminosos – orientou.

O primeiro relato sobre o jogo “Baleia Azul” com desdobramento fatal foi na Rússia, em 2015. Uma jovem de 15 anos cumpriu a última tarefa e pulou do alto de um edifício. Dias depois, uma adolescente de 14 anos se atirou na frente de um trem. Os episódios chamaram a atenção das autoridades e a investigação mostrou que as vítimas integrava um grupo que participava de um desafio com 50 missões.

No Brasil, uma menina de 16 anos morreu no Mato Grosso após se afogar em uma lagoa na região central de Vila Rica, a cerca de 1,2 km de Cuiabá. A principal suspeita da polícia é a de que a jovem, que apresentava cortes nos braços, participava do jogo da “Baleia Azul”. A polícia brasileira também investiga a participação de alunos de João Pessoa, na Paraíba, em grupos de automutilação e morte, além das denúncias de que os curadores do game estariam ameaçando os jovens que tentassem desistir dos desafios. Jogos que apresentam riscos letais viraram moda entre muitos adolescentes. No ano passado, um garoto de 13 anos morreu após se enforcar na casa do pai, no litoral sul da capital paulista.

Em reportagem sobre o assunto veiculada no jornal O globo, especialistas listaram seis medidas que pais, responsáveis e professores devem observar e buscar perceber nas crianças e adolescentes diariamente.

Mudança de comportamento
Os pais devem estar atentos a mudanças bruscas de comportamento dos filhos, o que pode ser um sinal de que a criança está sofrendo, não está sabendo lidar com o sofrimento. É possível que a criança não tenha confiança contar o que está acontecendo.

Demonstra interesse ajuda
Para perceber que a criança está enfrentando problemas, é essencial que os pais se interessem por sua rotina. Segundo especialistas, esse deve ser um ato genuíno, não momentâneo por causa do jogo. Em casos de crianças e adolescentes que tentam chamar atenção dos pais, a preocupação repentina deles pode motivar a seguir jogando e ingressar em outras situações de provoquem risco ao seu bem estar. 

Diálogo constante
As conversas com os filhos, sobretudo os adolescentes, pode não ser fácil, mas os pais devem abrir canais para que eles se sintam confortáveis em compartilhar suas angústias e se sintam protegidos.

Vulnerabilidade
Jovens e adolescentes com baixa autoestima e sem vínculo familiar fortalecidos são mais vulneráveis a armadilhas como o jogo da “Baleia” Azul.

Confiança
Os jovens precisam de pessoas de confiança para compartilhar seus anseios e frustrações, seja na escola ou na família.

Participação da escola
As escolas podem ajudar na prevenção de situações de risco, identificado entre os alunos os mais vulneráveis a se engajarem em jogos como esse e conscientizando os estudantes sobre a importância da vida. A percepção de que crianças e adolescentes estão ingressando nesses caminhos nem sempre é fácil, porque em muitos casos os pais se recusam a acreditar que o filho possa estar entre tantos que precisam de ajuda. Muitas famílias ainda acham que situações como essa só acontece com os outros.

terça-feira, 18 de abril de 2017

Programação do aniversário de Rio Bonito ainda é desconhecida

Flávio Azevedo
Os festejos pelo aniversário de Rio Bonito, que será celebrado no próximo mês de maio, foi alvo dos comentários do vereador Humberto Belgues (PSL) na Sessão Legislativa da última quinta-feira (13/04). Ele destaca que até, agora, nenhuma publicação e informação sobre a realização de algum evento foi feita pela Prefeitura. Humberto destaca ser isso preocupante por conta dos prazos que precisam ser cumpridos. Para o vereador, a possibilidade de que ocorram irregularidades como as que se viu no Carnaval é grande.
– Não tem processo aberto, mas por conta da grandiosidade do evento (mais de mil pessoas), questões legais precisam ser cumpridas, solicitações precisam ser feitas com 30 dias de antecedência, licitações precisam ser realizadas, ritos precisam ser respeitados... A não ser que seja igual o Carnaval, quando o município ofereceu o espaço a pessoa comprava a barraca com alguém, para que esse alguém ganhar um dinheirinho – diz o parlamentar, acrescentando que “para liberar processos que eles têm interesse (pagar Kombi, lixo etc.), eles colocam os processos embaixo do braço e as coisas se resolvem”.

Num aparte, o vereador Edilon de Souza Ferreira, o Dilon de Boa Esperança (PSC) comentou que recebeu informações de que os festejos serão realizados com “dinheiro do bolso”. Ao que o parlamentar fez alguns questionamentos. “Vão trazer não sei quem, não sei quem, tudo com dinheiro do bolso... Mas do bolso de quem?”, ironizou. O vereador aproveitou a ocasião para perguntar “por que não pagam o salário de quem trabalhou em dezembro e ainda não recebeu?”.

Indiretamente, o vereador Humberto Belgues mostra o amadorismo de quem comanda a Prefeitura de Rio Bonito, um cenário que não é novo e se repete nas administrações que se revezam há pelo menos 25 anos.
– Mesmo que um empresário da cidade esteja querendo pagar os festejos de aniversário do município do próprio bolso, um processo precisa existir, porque estamos gerindo a coisa pública. Lá no finalzinho, o empresário tem que dizer: “ao município de Rio Bonito, eu estou doando X para poder contratar Jorge & Matheus, Anita”, quem for que eles trouxerem – porque cada hora vem um aí –, mas têm que ter um processo, os ritos precisam ser respeitados – afirma.

Show de humor em Rio Bonito com Magno Navarro

Flávio Azevedo
Essa semana (dias 19 e 20) Rio Bonito recebe, no palco do Lona na Lua, o humorista, Magno Navarro, com o espetáculo "Magnitude"! Navarro foi semifinalista do "Prêmio Multishow de Humor 2016" e do concurso "Quem Chega Lá? 2017", do Domingão do Faustão. Nesse vídeo, além de você ver um pouquinho do "Cheddarson", o Navarro faz um convite especial para você assistir o "Magnitude", no Lona na Lua. O ingresso custa R$15! Vamos prestigiar!

Gato em cima do muro só leva pedrada!

Flávio Azevedo
Atenção você que vive me mandando vídeos sobre desmandos e falcatruas no governo federal e estadual! Larga a mão de ser trouxa, porque já tem muita gente falando sobre esses assuntos. Eu quero ver você falando sobre os desmandos em Rio Bonito. Quero ver a sua opinião sobre o governo horroroso que acabou em dezembro e esse governo assumiu e está igual. Sobre Lava Jato, reforma da previdência etc., eu vejo na Globo.

Também não quero saber do ex-prefeito de Araruama, que governa por osmose; e não me interessa se a mulher dele foi cassada! Deixe que o povo de Araruama fale disso! Vamos tratar de Rio Bonito, vamos pensar os problemas de Rio Bonito, deixe a frouxura de lado e empregue a indignação que você direciona a Lula, Dilma, Aécio, Chiquinho, Cunha, Temer, Picciani e companhia; aos assuntos de Rio Bonito!

Servidores que não receberam da Prefeitura de Rio Bonito precisam fazer manifestação

Flávio Azevedo
Nessa terça-feira (18/04), deverão comparecer a Câmara de Vereadores de Rio Bonito, para prestar esclarecimentos sobre uma série de assuntos, os secretários de Administração e Fazenda, João Luis Balbino e Glauco Azevedo, respectivamente. Entre as perguntas que serão formuladas aos secretários, certamente estará o questionamento sobre o pagamento de pessoas que trabalharam em dezembro de 2016 e ainda não receberam. Penso que a presença de quem está nessa condição é importante! A reunião começa às 18h30min.

Aos que não estão inteirados sobre esse assunto, eu quero destacar que desde janeiro esse tema tem sido amplamente debatido na Câmara de Vereadores e nas minhas mídias. Aliás, até Fanpage da Prefeitura, no Facebook; as pessoas questionam esse pagamento.

Assim, eu aproveito a oportunidade para dar uma sugestão a quem está nessa situação: Que tal uma boa manifestação na porta da Prefeitura, com bastante barulho, para cobrar o tal pagamento? Se organizem, façam uma manifestação com direito a panelaço! Cobrem os seus direitos, esqueçam o choramingo via mídias sociais e abandonem o costume de usar a mídia e os políticos contrários ao governo como muleta! E vamos que vamos!

Professor Gilcemar Hohemberger aborda a importância dos valores na Educação

Flávio Azevedo
Nessa segunda-feira (17/04), a nossa reportagem conversou com o professor, Gilcemar Hohemberger, que leciona na Escola Criar. Com formação acadêmica nas áreas da Filosofia e da Teologia, o professor Gil, como é chamado, apresentou projetos que tem desenvolvido com apoio da Escola Criar e discorreu sobre vários temas relacionados a Educação de maneira fascinante. Entre os temas abordados está a "família", assunto que ele abordou com brilhantismo na Reunião de Pais realizada no último dia 29 de março pela Escola Criar, uma das referências em Educação do município de Rio Bonito.

Prefeitura de Rio Bonito segue dando calote na galera do Pelc

Flávio Azevedo
No último dia 23 de março, a Câmara de Vereadores de Rio Bonito aprovou mensagem que autorizava a Prefeitura efetuar o pagamento dos profissionais que prestam serviço ao Programa Esporte e Lazer da Cidade (Pelc), paralisado há meses, porque há bastante tempo a Prefeitura não paga o pessoal que atua no programa.

Vale acrescentar que os ‘boca abertas’ de plantão e “baba mandioca” já estavam espalhando, que o pagamento não acontecia por culpa dos vereadores. Pois bem! A aprovação aconteceu dia 23/03, e, hoje, dia 17/04, a galera continua a ver navios, mesmo com os recursos sendo aprovados há cerca de um mês.

Outra informação que gira nesse meio é que o prefeito José Luiz Antunes (PP); pensa em utilizar o recurso do Pelc, cerca de R$ 1,2 milhão, na reformar de quadras, o que é proibido, uma vez que o recurso do Pelc não contempla esse tipo de melhorias. Outras fontes afirmam que a ideia do prefeito é fazer o pessoal que presta serviço ao Pelc desistir, para que novo pessoal (logicamente a galera do time do prefeito) seja contratado, o que não seria novidade em se tratando de política.

Na boa, o nosso prefeito, que sempre teve como característica a teimosia, depois da cobertura que teve do poder Judiciário para ocupar a chefia do poder Executivo (liminar na madrugada, no plantão judiciário etc.) parece ter ficado ainda mais teimoso. O cara está parecendo o Faraó do livro de Êxodo! Quanto mais as pragas caiam sobre o Egito, mais o coração do Faraó se endurecia.